Fotografia

doismiledezesseis

01/01/2017

Dois Mil e Dezesseis foi provavelmente o ano que eu menos escrevi aqui no blog. E foi simplesmente por falta de vontade… foi ano em que me empolguei pra pouquíssima coisa (já falei sobre isso) ; foi um ano que eu tive muita preguiça pra várias coisas, inclusive para pessoas chatas, discussões chatas, etc. Se eu tinha um tempo livre, eu não queria fazer nada do que eu tinha me prometido como resolução fazer: organizar meus álbuns de viagem, postar aqui no blog, ver filmes, ler livros… eu dormia! Foi um ano que eu dormi muito, no meu tempo livre. E também foi um ano que eu trabalhei muito, muito, muito e só tenho mesmo é que agradecer por todo trabalho e toda experiência profissional que eu pude viver.

E aí que semana passada eu resolvi fazer esse post de retrospectiva, mas estava tão corrida terminando pendências de trabalhos que só consegui parar sexta para separar todas essas fotos que eu resolvi colocar aqui e que simbolizam meu 2016.

Foi um ano bem tenso no mundo inteiro e no país, apesar de pessoalmente ter sido um ano bom! Eu aprendi a observar mais coisas em mim mesma, a me ouvir. Foi um ano de amadurecimento e de auto conhecimento.

Começando pelo começo…. achei essas fotos de Janeiro que eu nem tinha editado. De um fim de semana em Itamaracá, minha praia da vida inteira . Muito sol e muitas cores e cachorros que eu guardei nessas imagens.

retros-01 retros-02 retros-03

Em Fevereiro teve muito glitter “aprendendo” a me maquiar com minha Fia doida, e gravando um vídeo que eu morro de rir até hoje quando assisto, com tanta tabacudisse e cachorros corredores!<3

retros-04

Também tiveram duas tentativas frustadas de fazer um smash the cake com meu baby johnson lindo e que terminou em fotos super lindas e divertidas (e cá pra nós, mais legais e mais exclusivas do que um smash the cake)!

retros-05

Aí chegou Março e eu fui fazer mais um curso massa no Candela! O curso de composição e fotometria, que agora se chama Zeitgeist, e tive a aula mais legal da vida, no Mercado de Casa Amarela. E teve Olinda também depois. Taí uma das coisas massa de 2016, foi ter voltado ao Candela e ter conhecido um tanto de gente arretada nos dois cursos que fiz por lá! Gente muito querida que admiro muito… sabe gente que você quer ser amigo na hora do recreio?! Porque eu sou assim… tem gente que eu gosto de graça, que eu admiro tanto, que eu tenho vontade de ser amiga da pessoa a vida inteira! Gente que as vezes dá vontade só de ficar do lado só pra estar junto mesmo!

retros-06

retros-07 retros-08 retros-09 retros-10 retros-11

Também, por causa do Candela, teve Mirabilândia e praia em 2016!! E fazia muito tempo que eu não ia para a praia! <3

retros-12 retros-13 retros-14

Em Abril aconteceu a minha primeira exposição fotográfica!!!! No evento chamado DDDança, eu e outros fotógrafos arretados daqui, expusemos alguns trabalhos que estavam relacionados ao universo da dança. Foi muito lindo, eu fiquei super nervosa, de falar lá na frente pra um monte de gente, mas no fim das contas nem doeu! hahaha!! A exposição foi no espaço do Grupo Experimental e eu levei as fotos que fiz do ensaio de Rafa Trindade (dançarina e amiga linda) que fizemos para o Sui Amoris.

Print

2016 também foi o ano que eu mais fiz autorretratos! Uma forma que eu descobri de me enxergar, me conhecer e me expressar, para poder me colocar no lugar do outro e tentar entender o outro melhor!

Print

Esse primeiro foi publicado no B-Authentique!!!! <3

Print Print

Esse foi feito logo depois da minha cirurgia de vesícula (2016 foi cheio de emoções hahaha).

Print Print Print Print

Esse marcou o fim da Andressa de 2016. Dei a ele o nome de Fim de Primavera.

Nesse ano também ganhei um concurso de foto bem legal promovido pelo Atelier de Impressão, um lugar massa para imprimir suas fotos com qualidade impressionante. A foto participante foi essa aí de baixo… que eu digo que foi o Candela que me deu, enquanto eu estava fazendo o curso de Composição e Fotometria.

andressarangel

Em 2016 eu me apaixonei mais ainda pela luz da minha janela! Ela não dura o ano inteiro, mas nos meses que aparece, ela traz essa beleza toda!

Print

2016 também foi o ano que eu continuei a minha coleção de cores do pôr-do-sol!

Print

2016 foi ano de comemorar 11 anos juntos e voltar até Colônia de Sacramento, onde a gente noivou, em 2010 <3

Print Print Print

Foi ano de conhecer finalmente a Casa Pueblo, em Punta Del Este, que eu tinha tanta vontade de ver, mesmo no inverno e ver que minha expectativa era diferente da realidade. Achava que podia visitar a casa inteira, mas na verdade só pode entrar na área da loja e café, na entrada. Mas foi um passeio que rendeu muitas risadas e um chute na cara de xuxu quando ele tentou me ajudar a subir na mão de Deus na praia em Punta!

Print

Foi o ano de fazer essa viagem massa com amigos muito, muito queridos e cobaias das minhas fotos! haha!! Foi ano de aprender que amizade é algo que flui e que não pode ser unilateral. Apesar de muitas vezes a gente querer tanto ser amigo de alguém ou querer que uma amizade dê certo, ela tem que acontecer de ambas as partes para ser massa.

retrospectivas-01

retrospectivas-02

uruguai2016-853

2016 foi ano de viajar e poder realizar um sonho coletivo: levar nossos pais para Orlando e irmos à Disney juntos com eles, que não puderam nos levar quando éramos crianças. E foi incrivelmente feliz poder ver a satisfação e alegria deles lá, em cada passeio.

Print

Print

Já no finalzinho, 2016 me levou ao Candela mais uma vez, para fazer o curso que eu tanto esperava há 1 ano: o Supernova, estudos da luz e do flash! E quanta sorte! Conheci mais gente massa nesse curso, daquelas mesmas pessoas que eu disse que queria ser amiga no recreio! <3

retros-15 retros-16

E em uma aula prática especial, a gente foi ver o sol nascer na praia!!

retros-17

E também foi 1 ano do zé mais zé com a gente! Yoda fez um ano e mostrou e mostra o quanto é bom ter um cachorro na vida!

retrospectivas-03 Print Print Print Print

retrospectivas-04

Print

E eu cheguei aos 30! E muito diferente de como eu imagina, quando eu era xóvem, de como eu seria com 30 anos. Eu achava que seria super adulta, madura e já seria mãe. Não sou super adulta, não me acho super madura e ainda não sou mãe. Engraçado como a gente imagina as coisas e as coisas tomam o próprio rumo delas no tempo que tem que ser né?!

30anos-1

Para 2017 eu desejo um ano bem intenso também, com boas realizações e acontecimentos. Quero fotografar mais, muito mais do que eu fotografei em 2016, quero realizar todas as fotos que imagino e anoto no meu caderninho, mas que por preguiça e às vezes por achar que não sou boa o suficiente, deixo de fazer. Eu desejo estudar e ler muito, para ver se fico inteligente (hahahahha)! Eu desejo conhecer mais gente pra querer ser amiga na hora do recreio e quero poder aproveitar o melhor que essa vida tem pra dar pra gente, principalmente nos pequenos momentos e prazeres da vida!

E com certeza, vou me esforçar para postar tudo que eu quero e estou imaginando colocar aqui! E espero que vocês continuem comigo, lendo esse tipo de post gigante, mas me visitando mesmo assim!!

Feliz 2017 para todos!!

Comidinhas

Sobremesas para as festas de fim de ano

19/12/2016

sobremesas-01

Pra falar de comida, eu apareço por aqui!!

Esse ano fui muito relapsa com o blog, mas a verdade é que além de ter trabalhado muito (faz dancinha de agradecimento), eu também estive muito desanimada / sem empolgação pra muita coisa. Eu fiz várias resoluções em 2015 para realizar este ano, mas terminou que todo o tempo que eu tinha livre, me batia uma vontade de dormir e não fazer nada, com empolgação para bem poucas coisas. Ainda não saí dessa maré e os acontecimentos deste ano “pesado” no mundo e no país ajudaram a me deixar meio “borocoxô”.

Mas 2017 vem aí, muitas promessas, aquele espírito de renovação, de vontade de começar planos, projetos, ideias novas!

E no clima das festas, c-la-ro que eu sempre penso nas comidas. Quem não?! E meu fraco, como muitos sabem, são os doces. Eu sempre organizo uma sobremesa para o natal e para o revellion e esse ano não será diferente.

Como eu adoro ajudar as pessoas e compartilhar coisas legais e comidas boas (comida é muito importante para manter o bom humor e a felicidade, kkkkk), resolvi deixar o link aqui das receitas dessas 4 delicinhas que eu já postei aqui no blog, para você que está aí sem saber o que fazer de gostoso para as festas de fim de ano.

Eu sei que tá cheio de blogs e sites e vídeos do youtube especializados em gastronomia e eu não sou nenhuma especialista no assunto, mas são receitas tão práticas e fáceis de fazer (até eu consigo fazer e ficar bom), que não custa nada ser colega e compartilhar, né?!

  1. Torta Alemã (muito, muito delícia e fácil de fazer).
  2. Torta de Maçã (pra comer quentinha e com sorvete de creme)
  3. Torta de Morango e Cheesecake de frutas vermelhas
  4.  Sorvete caseiro (esse é muito nostálgico pra mim, minha avó sempre fazia)
Fotografia

so small

20/10/2016

Somos um grão de areia nessa escala universal e terrestre. Somos voláteis demais, efêmeros demais nessa vida… toda nossa vida é um sopro de tempo… a única certeza é o agora.

(amanhecer do dia 16.10, sobrevoando São Paulo) 

Viagem

Paris – Amsterdam – parte 01

19/08/2016

Aff Jesus!! Atualizada no timing sou eu aqui nas postagens desse blog, né?! Mas enfim, como não é uma obrigação e sim uma diversão, vai na hora que eu posso e estou com vontade (leia-se sem preguiça) de postar! hahahaha!!

Continuando os posts da nossa eurotrip de 2014 (hahahaha), após nossa estadia em Paris nós seguimos para Amsterdam. Fomos de trem, saindo da estação Gare du Nord. Nós compramos os tickets no site da Voyages SNCF, onde você pode escolher a companhia de trem. A dica é: com uns 90 dias de antecedência aparecem passagens em promoção, o que foi nosso caso que compramos passagens por 25 euros para alguns de nossos destinos. A hora de escolher os assentos é meio complicada porque o sistema é que diz os assentos disponíveis por número do vagão, e aí a gente ia pra planta do trem pra visualizar se aquele lugar era bom ou não. A surtada aqui, depois de ler altos comentários de aviso para prestar atenção nas malas, que ficam num espaço logo na frente da porta de entrada do vagão, procurava sempre assentos onde eu pudesse ver as malas, para ficar ligada se alguém ia pegar elas ou não nas estações que o trem parasse! hahahah!! Nós fomos pela Thalys e chegamos na Amsterdam Centraal, que ficava bem perto do nosso hotel lá. Saimos de Paris de 12:25h e chegamos em Amsterdam de 16h mais ou menos. Viagem tranquila, nesse trecho pegamos promoção de passagem para primeira classe, mas nos outros trechos fomos na econômica e pra ser bem sincera, a única diferença é a comida que servem, que na econômica não tem, e dizem que tem wi-fi na primeira classe, mas que para a gente não funcionou. A comida inclusive, não gostei… carne fria… enfim! Nos outros trechos, compramos comida na estação mesmo para almoçar / lanchar no trem e foi muito mais gostoso!

ida-trem06 ida-trem05 ida-trem04 ida-trem03 ida-trem02 ida-trem01

Amsterdam – a cidade dos canais lindos e bicicletas em tudo quanto é canto! hahahaha!!

Logo ao sair de dentro da estação, você se depara na frente com um estacionamento de bicicletas, mas tipo, um amontoado, uma em cima da outra, literalmente! Nunca tinha visto nada igual! Fomos andando até o nosso hotel, deixamos as malas e saímos para aproveitar o dia de sol. Cidade linda, gente legal, pequena e super agradável!

Demos uma volta pelos quarteirões próximos do hotel da gente, alí nas redondezas do museu de Anne Frank também, que inclusive estava com uma fila imensaaa e eu desisti de esperar para visitar (como íamos ficar apenas 2 dias, queria ver o máximo da cidade, e também sabia que ia ficar muito baixo astral depois da visita e resolvi que não queria ir).

amsterdam-dia-01-1Casas barco <3

amsterdam-dia-01-25
amsterdam-dia-01-23
amsterdam-dia-01-22
amsterdam-dia-01-16
amsterdam-dia-01-4

amsterdam-dia-01-21

Fomos até o centro, conhecer a praça Dam e saímos andando pelas pequenas ruas das proximidades da praça! Chegamos até a esquina da rua que ia para o Red Light District, mas achei tão baixo astral o clima que dei meia volta e resolvi ir ver outras coisas.

amsterdam-dia-01-11
amsterdam-dia-01-10
amsterdam-dia-01-6
amsterdam-dia-01-17

Detalhe para uma das batatas fritas mais maravilhosas que já comi na vida! <3


amsterdam-dia-01-18

Voltamos em direção à estação, de onde sai a balsa para atravessar para Overhoeks, onde fica o museu The Eye. A arquitetura do lugar é fantástica. Não prestei atenção direito nos horários de funcionamento (como sempre….) e quando chegamos lá já tinha encerrado o horário de visitas. Mas conseguimos dar uma olhada em algumas salas do térreo e depois fomos para o restaurante que tem no térreo, lindo demais, com uma escadaria tão maravilhosa, que o pessoal se reune lá, assim pra fazer um happy hour, conversar, ler um livro…

Depois voltamos pro hotel para jantar no restaurante do próprio hotel que vou mostrar no próximo post! Prometo que vai ser mais rápido que esse post aqui! hahahah!


amsterdam-dia-01-27
amsterdam-dia-01-26
amsterdam-dia-01-28
amsterdam-dia-01-29
amsterdam-dia-01-31
amsterdam-dia-01-33
amsterdam-dia-01-35
amsterdam-dia-01-36
amsterdam-dia-01-37
amsterdam-dia-01-38amsterdam-dia-01-42 amsterdam-dia-01-40

Sim, fizemos tudo à pé, nesse primeiro dia (como quase todas as nossas viagens onde é possível fazer trajetos andando). Apenas no segundo dia fizemos o passeio de barco nos canais, para ganhar tempo e aproveitar para dar uma turistada básica-cliché, e seguimos para a programação do restante da cidade. Histórias para um próximo post.